CÂNCER DE BEXIGA

O Câncer de bexiga inicia nas células que a revestem e são classificados em três tipos: Carcinoma de células de transição, de células escamosas e adenocarcinoma. Quando iniciado nas células de transição, pode evoluir para um câncer invasivo, disseminando-se entre os órgãos próximos ou gânglios linfáticos.

. O QUE É?

O câncer de bexiga é um tipo de câncer que origina em sua bexiga - um órgão em forma de balão localizado na parte inferior do abdome e que armazena a urina. 

O câncer de bexiga começa mais comumente nas células que revestem o interior da bexiga (urotélio). O câncer de bexiga geralmente acomete adultos mais velhos, embora possa ocorrer em qualquer idade. 

A grande maioria dos cânceres de bexiga são diagnosticados numa fase inicial, quando o tratamento proporciona taxas de cura elevadas. No entanto, tumores de bexiga mesmo em estágio inicial muitas vezes voltam a aparecer. Por esta razão, pacientes tratados para tumores da bexiga são muitas vezes submetidos a testes de acompanhamento por vários anos após o tratamento para avaliar a recorrência do câncer.

. SINTOMAS

Sinais e sintomas que podem ser encontrados em pacientes com câncer de bexiga: 

- Sangue na urina (hematúria) - urina pode ficar avermelhada ou bem escurecida, normalmente sem dor ao urinar. A urina pode ainda parecer normal, mas o sangue pode ser detectado pelo exame microscópico da urina. 
- Micção freqüente (polaciúria) 
- Dor ao urinar (disúria) 
- Dor nas costas 
- Dor pélvica

. Fatores de risco

Dentre os principais fatores que podem aumentar o risco de câncer de bexiga podemos citar: 

Cigarro - Fumar cigarros, charutos ou cachimbos podem aumentar o risco de câncer de bexiga, fazendo com que produtos químicos prejudiciais se acumulem na sua urina. 

Quando você fuma, seu corpo processa os produtos químicos da fumaça e excreta alguns deles em sua urina. 

Estes produtos químicos prejudiciais podem danificar o revestimento de sua bexiga, aumentando o risco de câncer. De uma maneira geral, quem fuma possui 2 a 6 vezes mais chance de desenvolver câncer de bexiga contra quem não fuma. 

Idade - Seu risco de desenvolver câncer de bexiga aumenta com a idade. O tumor pode ocorrer em qualquer idade, mas é raramente encontrado em pessoas com menos de 40 anos. 

Raça – Pessoas da raça branca têm maior risco de desenvolver câncer de bexiga do que as pessoas de outras raças. 

Gênero masculino - Os homens são mais propensos a desenvolver câncer de bexiga do que as mulheres.

Exposição a determinados produtos químicos - Seus rins desempenham um papel fundamental na filtragem e eliminação de substâncias químicas nocivas de sua corrente. Por isso, pensa-se que determinados produtos químicos podem aumentar o risco de câncer da bexiga. 

Produtos químicos ligados ao risco de tumores de bexiga incluem arsênico e produtos químicos utilizados na fabricação de tintas, borracha, couro, têxteis e produtos de pintura.

. Diagnóstico

Testes e procedimentos utilizados para diagnosticar o câncer de bexiga podem incluir: 

Cistoscopia: Durante a cistoscopia, o médico realiza um procedimento endoscópico através de sua uretra, através de um aparelho chamado cistoscópio. O cistoscópio tem um sistema de iluminação de lente e de fibra óptica, permitindo que o seu médico veja e examine o interior de sua uretra e da bexiga. Você costuma receber um anestésico local ou sedação durante a cistoscopia para 

ajudar a tornar o procedimento confortável. 

Biópsia: Durante a cistoscopia, o médico pode passar uma ferramenta especial a fim de recolher uma amostra de células (biópsia) para análise posterior no laboratório. 

Citologia de urina: Uma amostra de sua urina é analisada sob um microscópio para verificar a presença de células cancerosas.

. Estadiamento do câncer de bexiga

Uma vez que é confirmado que você tem câncer de bexiga, o médico pode solicitar exames adicionais para determinar a extensão (estágio) do câncer. Exames de estadiamento podem incluir: 

Tomografia Computadorizada 

Ressonância Magnética (MRI) 

Cintilografia óssea 

Raio-x ou tomografia do tórax

. Tratamento

As opções de tratamento para o câncer de bexiga dependem de uma série de fatores, incluindo o tipo e estágio do câncer, sua saúde geral, e as suas preferências de tratamento. Discuta suas opções com o seu médico para determinar quais tratamentos são melhores para você.

. Para os tumores superficiais da bexiga, ou seja, que ainda não invadiram a parede muscular, seu médico pode recomendar:

- Ressecção endoscópica da bexiga 

- Imunoterapia com a vacina da BCG 

 

 

 


Já para aqueles tumores que invadiram camadas mais profundas da sua bexiga, seu medico pode indicar: 

- Retirada completa da bexiga (cistectomia radical) 

- Quimioterapia 

- Radioterapia