CÁLCULO RENAL (PEDRA NOS RINS)

. CÁLCULO RENAL (PEDRA NOS RINS)

Conhecida também como litíase renal, nefrotilíase e mais popularmente, como pedra no rim, o calculo renal é a cristalização dos sais minerais presentes na urina e podem ser encontrados nos rins ou em qualquer outro órgão do trato urinário. A dor causada por essa doença é descrita muitas vezes, como sendo maior que a de um parto, queimaduras graves e ferimentos por arma de fogo.

. O QUE É?

Pedras nos rins (cálculo renal, litíase renal, nefrolitíase) são depósitos minerais pequenos e duros que podem se formar dentro dos rins. As pedras são feitas de sais minerais e ácidos. 

Pedras nos rins podem ter muitas causas e afetar qualquer parte do seu trato urinário, dos rins até a bexiga. Muitas vezes, as pedras formam quando a urina se torna concentrada, permitindo que os minerais cristalizem e se unam. Eliminar pedras dos rins pode ser bastante doloroso, mas as pedras de pequeno tamanho normalmente não causam danos permanentes nos rins. 

Dependendo da situação, você pode precisar de nada mais do que tomar medicação para a dor e beber muita água para eliminar uma pedra nos rins. Em outros casos - por exemplo, se as pedras obstruírem a passagem de urina pelo trato urinário ou causarem complicações - pode ser necessária cirurgia.

. SINTOMAS

Pedra nos rins podem não causar sintomas até que ele se movam dentro do rim ou passem pelo seu ureter - o tubo que liga o rim e bexiga. Nesse ponto, você pode perceber estes sinais e sintomas: 

- Dor intensa no lado do abdômen e para trás, abaixo das costelas 
- Dor que se espalha para parte inferior do abdômen e virilha 
- A dor vem em ondas (cólica) e oscila em intensidade 
- Dor ao urinar 
- Urina cor de rosa, vermelho ou marrom 
- Urina turva ou mau-cheiro 
- Náuseas e vômitos 
- Necessidade constante de urinar 
- Urinar com mais frequência do que o habitual 
- Febre e calafrios se uma infecção estiver presente 
- Urinar pequenas quantidades de urina 
A dor causada por uma pedra nos rins pode mudar - por exemplo, deslocando para um local diferente ou aumentar de intensidade - quando a pedra se move através de seu aparelho urinário.

. PROCURE IMEDIATAMENTE ATENÇÃO MÉDICA, SE SENTIR:

- Dor tão intensa que você não consegue ficar parado ou encontrar uma posição confortável 
- Dor acompanhada de náuseas e vômitos 
- Dor acompanhada de febre e calafrios 
- Sangue na urina

. COMO É FEITO O DIAGNÓSTICO?

Análise de sangue: Os exames de sangue podem revelar muito cálcio ou ácido úrico no sangue, ou alterações na função dos rins. 

Os resultados dos testes de sangue ajudam a monitorar a saúde dos seus rins e pode levar o seu médico a verificar se há outras doenças. 

Exame de urina: O teste de urina de 24 horas pode mostrar que você está eliminando muitos minerais formadores de pedra ou muito poucas substâncias que previnem as pedras. Este exame não é indicado para todos os pacientes com cálculos renais, mas quando bem indicado, pode ajudar o paciente a tomar medidas dietéticas específicas ou a ingerir mediações com o intuito de prevenir novos cálculos urinários. 

Exames de imagem: São solicitados para avaliar a existência de pedras nos rins em seu trato urinário. As opções vão desde raios-X simples abdominais, ultrassonografia de rins e vias urinárias (exame não invasivo e sem radiação), urografia excretora (que envolve a injeção de contraste pela veia) ou tomografia computadorizada. Cada um desses exames serão indicados pelo seu médico para avaliar cada caso específico.

. TRATAMENTO

O tratamento de pedras nos rins varia, dependendo do tamanho e localização das pedras: 

1 - Pedras pequenas com sintomas mínimos. 

A maioria das pedras nos rins não vão necessitar tratamento cirúrgico ou invasivo. Você pode ser capaz de eliminar uma pequena pedra através das seguintes medidas: 
- Bebendo água: Beber 2 a 3 litros de água por dia pode ajudar a limpar o seu sistema urinário. A menos que o seu médico lhe diga o contrário, beber bastante líquido - principalmente água - para produzir urina clara ou quase clara é uma medida efetiva para eliminar calculus urinários pequeno a médio e longo prazo. 
- Analgésicos: Eliminar uma pequena pedra pode causar desconforto. Para aliviar a dor leve, o médico pode recomendar alguns analgésicos e anti-inflamatórios. É importante que o medico recomende o analgésico específico para seu caso e o tempo de utilização, já que algumas medicações não podem ser utilizadas continuamente. 
- Terapia expulsiva: O seu médico pode indicar uma medicação para ajudar a eliminar seu cálculo no momento da passagem dos rins para a bexiga. Este tipo de medicação, conhecida como um bloqueador alfa-adrenérgico, relaxa os músculos em seu ureter, ajudando você a eliminar a pedra mais rapidamente e com menos dor. 

2 - Pedras grandes e aquelas que causam sintomas 

Pedras nos rins que não podem ser tratados com medidas conservadoras - ou porque são muito grandes para passar por conta própria ou porque causam sangramentos, danos nos rins ou infecções do trato urinário - podem necessitar de tratamento mais específico. O tratamento vai depender do tamanho e posição do cálculo no trato urinário. 

Cálculos menores que 2 cm podem ser tratados por duas modalidades de tratamento diferentes: Litotripsia extracorporeal por ondas de choque (LECO) ou cirurgia endoscópica a laser (ureterorrenolitotripsia). 

Cálculos maiores que 2 cm ou casos onde há falha no tratamento com a LECO ou a ureterorrenolitotripsia são tratados com uma técnica endoscópica se utilizando de um orifício de 1 cm através da pele (nefrolitotripsia percutânea). 

Acesse a sessão de “tratamentos para pedra nos rins” para obter mais detalhes sobre cada um destes procedimentos
.

Oliveira -   Rua José Pinto de Carvalho - 155 - Centro

Belo Horizonte - Hosp. Vera Cruz - R. Aimorés 3000